NOTA DE REPÚDI0

O Sindicato dos Sociólogos do Estado de São Paulo repudia com veemência o atentado ocorrido no dia 27 de março contra a caravana de Lula pelo Sul do Brasil, no trajeto entre Laranjeiras e Quedas do Iguaçu, no Paraná.

 

O golpe de estado realizado em 2016, após diversos episódios de capitulação à democracia, vem a cada dia assumindo feições fascistas. A sociedade vem assistindo episódios cada vez mais graves de intolerância, lembrado períodos sombrios de nossa história em que o Estado calava a diferença com o uso da tortura e da bala.

 

Construir um país melhor não se faz com armas de fogo, nem com ódio!

 

Nota de Repúdio - Atentado à caravana de Lula

Obviamente que esta barbárie é fruto de uma construção midiática sistemática, promovida pela oligarquia detentora do monopólio dos meios de comunicação em conjunto com uma claque de demagogos antidemocráticos, ligados a elite brasileira.

 

Mais uma vez a sociedade brasileira sofre as consequências do golpe!

 

Atacar a caravana de Lula não é apenas cometer ações ilegais com o uso de armas, é promover a banalização da violência que serve para atacar a sociedade e não para protegê-la.

 

Queremos que a democracia se restabeleça e que o respeito às diferenças ocorra!

 

A caravana de Lula é patrimônio da luta pela democracia, pois representa o sonho da volta de um país melhor para todos e todas!

 

Abaixo ao ódio!

 

Mais respeito à democracia e aos Direitos!

 

Que a caravana siga pelo Brasil, como prenuncio da volta da esperança e da construção de dias melhores!

 

 

Sindicato dos Sociólogos do Estado de São Paulo